Home > Notícias > Em meio à pandemia, cresce captação de empresas no Parque

Em meio à pandemia, cresce captação de empresas no Parque

Mesmo em meio à crise econômica causada pela pandemia do coronavírus, o Parque Tecnológico registrou um crescimento de 21,77% no número de empresas e startups instaladas no complexo em 2020.

No final de 2019, o Parque tinha 124 empresas e em 31 de dezembro do ano passado contava com 151.

O complexo de inovação e empreendedorismo gera 1.700 postos de trabalho diretos, sendo 70% das vagas preenchidas por profissionais de nível superior.

A área construída no Parque Tecnológico subiu de 51 mil metros quadrados para 55 mil metros quadrados. O aumento se deu com o lançamento do Coworking Nexus Empresas, localizado no Centro Empresarial 1, além da criação de novos ambientes de convivência.

Os espaços para receber novas empresas consolidadas nos quatro centros empresariais subiram de 118 para 144 e para acomodar novas empresas e startups foram de 31 para 35.

Os dados fazem parte do relatório 2019-2020 divulgado pelo Parque Tecnológico.

Sinergia

Criado em 2006, o Parque Tecnológico é um projeto da Prefeitura de São José dos Campos e já recebeu mais de R$ 1 bilhão de investimentos públicos e privados.

Foi criado para ser protagonista no desenvolvimento da região e do país e atua como grande articulador para a criação de novas tecnologias, novos produtos e novos processos.

É justamente esse ecossistema de inovação e empreendedorismo um dos fatores principais para atração de empresas já consolidas ou novos empreendedores.

“Para mim e meus sócios o ambiente do Parque é propício para se criar uma rede de serviços. Aprendo muito com experiências dos outros empreendedores ”, afirma Gabriel Nogueira, sócio-fundador da NCA Personal Data Protection.

A startup, cuja proposta é adequar as organizações à Lei Geral de Proteção de Dados, foi selecionada em novembro e desde janeiro está instalada no Parque.

Fundada em Ribeirão Preto (SP) em 2016, a Aero Concepts, se instalou em novembro e também se associou ao Cluster Aeroespacial Brasileiro.

A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa máquinas e soluções para os setores aeroespacial, defesa e industrial. Tem parceiros e clientes de grande porte, como a Funcate (Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais, IAE (Instituto de Aeronáutica e Espaço) e Mitsubishi Electric.

"Nossas expectativas são as melhores, pois tenho a certeza de que com a dedicação e motivação de nossa equipe associadas às possibilidades existentes no Parque Tecnológico e região de São José dos Campos, muitos irão se surpreender positivamente com nosso crescimento e avanços alcançados pela união da empresa com o Parque Tecnológico", afirma Alexandre Roma, diretor de operações e engenharia da Aero Concepts.

Com a inauguração de sua unidade no Parque Tecnológico, a empresa tem o objetivo de se tornar uma das principais fabricantes nacionais de turbinas a gás para veículos aéreos não tripulados e de sistemas aeronáuticos.

Números

O Parque ocupa uma área de 188 mil metros quadrados, sendo que desse total 56 mil metros quadrados são considerados área verde. A área construída é de 55 mil metros quadrados atualmente.

O complexo possui 4 auditórios, sendo os dois maiores com capacidade para 300 e 800 pessoas. O Parque Tecnológico possui ainda 3 laboratórios, 15 salas de reuniões executivas, dois restaurantes, duas cafeterias e oferece 800 vagas de estacionamento.

Mais notícias »